Make your own free website on Tripod.com
 
HOME
ROMANCES
CONTOS-CRÔNICAS
FILMES (SEGUNDA GUERRA)
QUADRINHOS
REFLEXÕES
PROFECIA
SERESTA
AUTO-AJUDA
CURIOSIDADES (SEGUNDA GUERRA)
POESIAS
Contato
.
Olá!!Você está acessando A PÁGINA DA EMOÇÃO!
AMIGOS EM SERESTA...      Oriza Martins Home Page
What about a brazilian music?     more!
Que tal curtir um   som de seresta  brasileira
enquanto navega?  Ouça outras!
São Paulo
Brasil
Visite meu blog
Piracicaba   -  Rio das Pedras
Planalto, minha terra-natal
Conheça minhas obras
FAÇA SUA BUSCA RÁPIDA:
          A CANÇÃO DA SAUDADE

Francisco Alves - o Chico Viola

 

por BENI GALTER


           O cantor Francisco de Moraes Alves nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 19/08/1889 e faleceu em um trágico acidente automobilístico em 27/09/1952, ocorrido na Rodovia Dutra, município de Taubaté, num sábado às 17h 23min.
         Chico Alves morreu carbonizado entre as ferragens do seu carro, um Buick preto, que, após colidir lateralmente com um caminhão incendiou-se. Chico tinha 54 anos nesta época.
 

            A partir de 1927, ano em que se introduziu a gravação elétrica no Brasil (recurso do qual Chico Alves foi o primeiro cantor brasileiro a servir-se ) o rei da voz lançaria uma seqüência interminável de gravações, que alcançariam grande êxito junto ao público.
 

            Da carreira artística de Francisco Alves, não se pode estabelecer um tempo em que fosse maior ou menor o seu sucesso, porque o êxito sempre foi uma constante.
 

            A partir de 1933, passou a ser chamado de "Rei da Voz", slogan criado por Cézar Ladeira.
 

            Durante toda a sua vida, Chico Viola sempre ajudou as entidades assistenciais do Rio de Janeiro. Vinte e quatro dias antes do acidente que o vitimou, havia gravado um disco, cujo resultado econômico reverteria em benefício das "Meninas da Casa de Lázaro", no Rio. "Canção da Criança" em uma face, e "Brasil de Amanhã" na outra, compunham o disco. Ambas composições do próprio Chico, com versos de René Bittencourt.
 

            Antes que a gravadora Odeon lançasse o disco, a fatalidade levou de forma trágica o cantor Francisco Alves. A vendagem do disco atingiu cifras enormes poucas vezes vista no Brasil; porque além de Chico, também as "Meninas da Casa de Lázaro" faziam parte da gravação, cantando no côro.
 

            No velório do cantor, ocorrido na câmara de vereadores do Rio de Janeiro, ocorreu uma cena inesquecível, emocionando ainda mais o povo e autoridades presentes: na saída do féretro para o cemitério São João Batista, as meninas da Casa de Lázaro cantam "Canção de Criança" ao lado do caixão lacrado, em despedida ao rei da voz que a elas havia dedicado o disco.
 

            A parte declamada da gravação coube à Lúcia Helena, locutora da Rádio Nacional, que fazia parte do programa do Rei da Voz, aos domingos, ao meio-dia.
 

            Para a sua saudade, selecionamos para hoje a "Canção da Criança", música do Chico Alves, e versos de René Bittencourt, gravada em 3/09/1952, 24 dias antes da morte de Chico Alves.
 



 
 

BENI GALTER É radialista e empresário, residente em 
Santa Bárbara D'Oeste, Estado de São Paulo - Brasil.



Voltar para a página inicial dos AMIGOS EM SERESTA

Email


 
FAÇA SUA BUSCA RÁPIDA:
.
HOME
ROMANCES
CONTOS-CRÔNICAS
FILMES (SEGUNDA GUERRA)
QUADRINHOS
REFLEXÕES
PROFECIA
SERESTA
AUTO-AJUDA
CURIOSIDADES (SEGUNDA GUERRA)
POESIAS
Contato
.

Nedstat Basic - Free web site statistics