Make your own free website on Tripod.com
 


Acorda Maria Bonita
                Antonio dos Santos
 

    D                             D7                       G
Acorda Maria Bonita / Levanta vai fazer o café
                         D              A7                  D
Que o dia já vem raiando / E a polícia já está de pé
 

A7                            D             A7                 D
Se eu soubesse que chorando / Empato a tua viagem
 A7                              D            A7                        D
Meus olhos eram dois rios / Que não te davam passagem
 

  A7                         D             A7                     D
Cabelos pretos anelados / Olhos castanhos delicados
  A7                            D           A7                   D
Quem não ama a cor morena / Morre cego e não vê nada
 


Adelita
  Tradicional

  D                  A7             D
Si Adelita se fuera con otro
               G                             A7
La seguiría por tierra y por mar
                                                     D
Si por mar en un bouquet de guerra
            A7                         D
Si por tierra en un tren militar

    D                      A7               D
Y si acaso yo muero en la guerra
                 G                                  A7
Y si mi cuerpo en la sierra va quedar
                                         D
Adelita, por Dios te lo ruego
                 A7                       D
Que por mi non vas ya al llorar

          A7              D
Si Adelita quisiera ser mi esposa
         A7                            D
Si Adelita ya fuera mi mujer
                  D7                           G
Le compraría un vestido de seda
              A7                                 D
Para llevarla en un coche al cuartel



Adeus
     Noel Rosa e Ismael Silva

Adeus, adeus, adeus...

Palavra que faz chorar

Adeus, adeus, adeus...

Não há quem possa suportar

Adeus é bem triste

Que não se resiste

Ninguém, jamais,

Com adeus pode viver em paz

(Foi o último adeus...)

Pra que foste embora?

Por ti tudo chora!

Sem teu amor

Esta vida não tem mais valor

(Foi o último adeus...)
 


Adeus amor (Tristesse)
Urbano Reis (música de F. Chopin)

    C              G7
Adeus meu amor
                  C
É hora de partir
                          G7
Cantando esta canção
       C               G7
Eu vou me despedir
             C
Adeus amor
   C7         F                  D7
Vou te revelar o que sentia
                         G7
Desejos de te beijar
    C               G7
Adeus meu amor
                     C
É teu meu coração
                          G7
Um dia hei de voltar
        C                 G7
Cantando esta canção
              C
Adeus amor
  C7           F
Não esquecerei
                E7               Am
os teus carinhos  meu amor
             D7              Fm
Hei de levar a tua imagem
           C         Am
No coração
                             Em      Am
Lembrando o teu perfil
                             Em    F
Lembrando o teu olhar
                     C       Fm
Contigo sonharei
               C        Fm
Adeus amor
                      C
Meu grande amor

 
 

 


Adeus Copacabana
                                 Romeo Nunes
 

Envolvido na trama do destino
Deixei Vila Isabel
Que desatino!
Procurando encontrar felicidade
Em outro banco distante da cidade

Hoje eu sei quanto a vida nos engana
Quanta desilusão,
Copacabana
Vou voltar ao meu bairro novamente
Onde a gente é feliz
Diz o que sente
Onde a vida é mais simples
Mais humana
Mas não posso esquecer,
Copacabana

 


Guacyra
       Joracy Camargo e Heckel Tavares

                 G
Adeus Guacyra,
              Bb0          Am     D7
Meu pedacinho de terra
                   G
Meu pé de serra,
                Bb0                   Am
Que nem Deus sabe onde está.

                 B7
Adeus Guacyra
                         Em
Onde a lua pequenina
                             A7
Não encontra  na colina
                                D7
Nem um lago prá se oiá

                 G
Eu vou embora
              Bb0          Am   D7
Mas eu volto outro dia
             G             G7           C    Cm
Virgem Maria, tudo há de permitir
                       G
E se ela não quiser
              E7                Am     D7
Eu vou morrer cheio de fé
                   (G)   (D7)   (G)
Pensando em ti

 


Adeus Mariana
             Pedro Raimundo

D
Nasci lá na cidade, me casei na serra
                                         A7
Com minha Mariana, moça lá de fora
                          G        A7
Um dia estranhei o carinho dela
           G          D                     A7        D      A7
Disse adeus Mariana, que eu já vou embora

D
É gaúcha de verdade, de Quatro Costados
                                                   A7
Só usa chapéu grande de bombacha e espora
                                   G            A7
E eu que estava vendo o caso complicado
          G           D                  A7         D      A7
Disse adeus Mariana que eu já vou embora

D
Nem bem rompeu o dia me tirou da cama
                                             A7
Selou o meu tordilho e saiu campo afora
                           G       A7
E eu fiquei danado e saí dizendo
  G            D                  A7         D          A7
Adeus Mariana que eu já vou embora

D
Ele não disse nada, mas ficou cismada
                                        A7
Se era dessa vez que eu daria o fora
                             G            A7
Segurou açoiteira e veio contra mim
              G           D                      A7             D     A7
Eu disse larga Mariana que eu não vou me embora

D
E ela de zangada foi quebrando tudo
                                          A7
Pegou a minha roupa  jogou porta afora
                             G            A7
Agarrei fiz uma trouxa e saí dizendo
   G          D                A7        D
Adeus Mariana, que já vou embora

 


Adeus solidão
                          Balada
 

 G                       Am
Eu já sofri e até chorei
 C           D7         G    D7
Sozinho sem ninguém
   G                       Am
Mas de repente apareceu
        C         D7        G      D7
O amor em mim nasceu

    G                                         Am
Quero bem alto ao mundo inteiro gritar
    D7                                   G   D7
Que sou feliz e tenho alguém para   amar
     G                                      Am
Agora eu posso dizer adeus solidão
         D7
Pois sei que o amor tomou conta
                                          G     D7
                                       do meu coração

 G                       Am
Eu nunca mais quero lembrar
  C           D7      G   D7
Daquilo que passou
  G                        Am
Sei que este amor irá fazer
      C       D7        G   D7
De tudo me esquecer       ( refrão )

 G                             Am
Hoje eu só penso em meu bem
         C          D7    G     D7
Com todo o meu calor
 G                     Am
Sei que agora encontrei
  C       D7      G     D7
Tudo que sonhei           ( refrão )

 

 


Adiós Muchachos
               Carlos Gardel

        A           A7            D
Adiós muchachos compañeros de mi vida,
         E7                A
Barra querida de aquellos tiempos,
Me toca a mí
      F#7              Bm
Hoy emprender la retirada,
       E                     A
Debo alejarme de mi buena muchachada.
A
Adiós muchachos
       A7          D
Ya me voy y me resigno,
             E7             A
Contra el destino nadie la talla
         A7                     D
Se terminaron para mi todas la farras
Dm           A           E7    A     E7  A
Mi cuerpo enfermo no resiste mas.
             C#7                      F#m
Acuden a mi mente recuerdos de otros tiempos
                 E7                      A
De los buenos momentos que antaño disfrute,
 A7             D     Dm       A
Cerquita de mi madre santa viejita
              E7
Y de mi noviecita
                A
que tanto idolatre.
A                      C#7
Se acuerdan que era hermosa
                    F#m
mas linda que una diosa,
                   E7
y que ebrio yo de amor
              A
le di mi corazón,
     A7       D     Dm        A
mas el señor celoso de sus encantos
                   E7            A
hundiéndome en el llanto me la llevo.
                   C#7
El Dios el juez supremo
                      F#m
No hay quien se le resista,
                  E7                 A
Ya estoy acostumbrado su ley a respetar
     A7          D
Pues mi vida deshizo
Dm          A
Con sus mandatos,
                 E7
Llevándome a mi madre
                  A
Y a mi novia también.
                 C#7
Dos lagrimas sinceras
                 F#m
Derramo a mi partida
                 E7                    A
Por la barra querida que nunca me olvido
       A7          D
Y al darle a mis amigos
Dm            A
El adiós postrero
                E7
Les doy con mi alma
          A    E7   A
Mi bendición.
 


Adoro
  Armando Manzanero

   Am
Adoro
                              Dm
La calle en que nos vimos
       G7
La noche
                        C
Cuando nos conocimos
   Am
Adoro
                             Dm
Las cosas que me dices
             Dm6    E7
Nuestros ratos felices
                       Am
Los adoro vida mía.

   Am
Adoro
                            Dm
La forma en que sonríes
    G7
El modo
                              C
En que a veces me riñes
   Am
Adoro
                         Dm
La seda de tus manos
        Dm6                E7
Los besos que nos damos
          Am6   E7     Am
Los adoro   vi  - da  mía.

            Dm7           G7               C
Ya me muero por tenerte junto a mí
                  Am   Am/G    Dm
Cerca muy  cerca    de     mí,
          G7           C
No separarme de ti.
              Dm7           G7              C
Y es que eres mi  existencia, mi sentir
            Am               Dm
Eres mi luna, eres mi sol,
              F7             E7     F7   E7
Eres mi noche de amor.

     Am
Adoro
                        Dm
El brillo de tuso ojos
      G7
Lo dulce
                                   C
Que hay en tus labios rojos
    Am
Adoro
                               Dm
La forma en que me miras
              Dm6         E7
Y hasta cuando suspiras
                          Am
Yo te adoro vida mía.
F7   E7         Am
Yo, yo te adoro
F7     E7   Am
Vida, vida mía.
 


Agonia
Tom :D
Intro: D A/C# Am/C B7 Em C A/C# A7
                 D
  Se fosse resolver
            F#m7
  Iria te dizer
  F°           Em
  Foi minha agonia
                      A7
  Se eu tentasse entender
                  Bb°           A7
  Por mais que eu me esforçasse
                  D  Em
  Eu não conseguiria
     A7          D
  E aqui no coração
                    Am
  Eu sei que vou morrer
     D7           G7+ Ab°
  Um pouco a cada dia
                  D
  E sem que se perceba
    F#m7  F°   Em
  A gente se encontra
  A7              D   A7
  Prá uma outra folia
                       D
  Eu vou pensar que é festa
                F#7
  Vou dançar cantar
   F°           Em
  É  minha garantia
               A7
  E vou contagiar
           Bb°      A7
  Diversos corações
                D   Em
  Com minha euforia
          A7        D
  E a amargura e o tempo
                 Am
  Vão deixar meu corpo
    D7         G7+ Ab°
  Minha alma vazia
                  D
  E sem que se perceba
    F#m7  F°   Em
  A gente se encontra
  A7               D A/C# Am/C B7 Em C A/C# A7
  Prá uma outra folia
 
                       E
  Eu vou pensar que é festa
                Abm7
  Vou dançar cantar
    G°         F#m
  É minha garantia
               B7
  E vou contagiar
           C°       B7
  Diversos corações
                E   F#m
  Com minha euforia
          B7        E
  E a amargura e o tempo
                 Bm
  Vão deixar meu corpo
  E7           A7+ Bb°
  Minha alma vazia
                  E
  E sem que se perceba
    G°         F#m
  A gente se encontra
  B7              E
  Prá uma outra folia
 

Vindo da legendária Turma do Estácio, Bide (Alcebíades Maia Barcelos) se juntou a Marçal (Armando Vieira Marçal) para formar uma das mais homogêneas parcerias da música popular brasileira. Sua produção nos anos trinta tem especial importância no processo de fixação do samba. Autores de música e letra, eles se salientavam principalmente pelas melodias, do que é exemplo "Agora É Cinza", campeão do carnaval de 34 e um dos melhores sambas de todos os tempos.
     Nesta, como em outras composições, cada parte foi composta por um dos parceiros, uma característica da dupla, que preferia trabalhar assim. Depois de prontas, as partes se ajustavam com facilidade, graças a uma perfeita identidade de estilos. Além de compositores, Bide e Marçal foram percussionistas, sendo este último pai do também percussionista Nilton Delfino Marçal, o Mestre Marçal.
 

 
Agora é cinza
                 Bide e Marçal

  G     E7 Am                   D7
Você partiu / Saudades me deixou
          G                               Bb0           Am
Eu chorei     / O nosso amor foi uma chama
            D7                          G
Que o sopro do passado desfaz
  E7         Am
Agora é cinza
               G        C7/9        G
Tudo acabado /   E nada mais......

   G       E7                 Am
Você partiu de madrugada
          D7                       G
E não me disse nada / Isso não se faz
          E7                          Am
Me deixou cheio de saudade e paixão
                     G
Não me conformo
            D7           G                   D7
Com a sua ingratidão  (chorei porque)

   G           E7                Am
Agora desfeito o nosso amor
             D7                           G
Eu vou chorar de dor / Não posso esquecer
         E7                      Am
Vou viver distante dos teus olhos
                        G
Oh querida, não me deu
          D7                G                    D7
Um adeus por despedida ( chorei porque)
 
 


Água de beber
             Tom Jobim e Vinícius de Moraes

 

Am7          B7     E7/9   Am   D7/9
Eu sempre tive uma certeza
                 G7  G7/5+   C7+   Am7
Que só me deu . . .desilusão
               B7      E7/9   Am7  D7/9
É que o amor é uma tristeza
   F7                  E7/9                   Am7
Muita mágoa demais, para um coração

                 D7/9    G7              Am7               A7
Água de beber,. . . . . água de beber camará
               D7/9     G7                  Am7
Água de beber, . . . . . água de beber, camará

                 B7       E7/9   Am7   D7/9
Eu quis amar, mas tive medo
                G7   G7/5+        C7+
E quis salvar . . . meu coração
               B7         E7/9    Am7    D7/9
Mas, o amor sabe um segredo
       F7                E7/9         Am7       A7
O medo foi de matar o teu coração

 

 


Ah! se eu pudesse
                                                  Menescal / Bôscoli
       Gm7                                      C7/9
Ah! Se eu pudesse te buscar sorrindo
                       F7+                          Dm7
E lindo fosse o dia,  /  Como um dia foi
                          Em7                         A7/13
E indo nesse lindo  /   Feito pra nós dois
                                  Am7                D7/9
Pisando nisso tudo  /  Que se fez canção
 

                       Gm7                     C7/9
Ah! Se eu pudesse te mostrar as flores
                                 F7+                               Dm7
Que cantam suas cores   /  Pra manhã que cresce
                                          Em7                    A7/13
Que cheiram no caminho  /  Como quem falasse
                                       Am7                D7/9
As coisas mais bonitas  /  Pra manhã de sol

                G7+                               C7/9
Ah! Se eu pudesse no fim do caminho
                                            Gbm7           B7
Encontrar nosso barquinho  /  E levá-lo ao mar
                 E7/9
Ah! Se eu pudesse    /   Toda a poesia
                 Bb7+                                  Bb6
Ah! Se eu pudesse   /  Sempre aquele dia

                                        Gm7           Em7
Ah! Se eu pudesse  /  Te encontrar serena
      A7/13                    D7+             Ab7/11
Eu juro que pegaria  /  Tua mão pequena
                                                 D7+
                       E junto vendo o mar
                               Ab7/11              Gb7+
Dizendo aquilo tudo,  /   Quase sem falar

 


Ay Jalisco no te rajes!
               M. Esperón y e. Cortázar

¡Ay, Jalisco, Jalisco, Jalisco!
tú tienes tu novia que es Guadalajara,
muchacha bonita, la perla más rara
de todo Jalisco es mi Guadalajara.

Y me gusta escuchar los mariachis,
cantar con el alma sus lindas canciones
ir cómo suenan esos guitarrones
y echarme un tequila con los valentones.

¡Ay, Jalisco no te rajes!
me sale del alma gritar con calor,
abrir todo el pecho pa'echar este grito:
¡Que lindo es Jalisco, palabra de honor!

Pa¹ mujeres, Jalisco primero,
lo mismo en Los Altos, que allá en la Cañada,
mujeres muy lindas rechulas de cara,
así son las hembras de Guadalajara.

 En Jalisco se quiere a la buena
porque es peligroso querer a la mala,
por una morena echar mucha bala
y bajo la luna cantar en Chapala.

¡Ay, Jalisco no te rajes!
me sale del ... etc.

¡Ay Jalisco, Jalisco,  Jalisco!
tus hombres son machos y son cumplidores,
valientes, ariscos y sostenedores,
no admiten rivales en cosa de amores.

Su orgullo es su traje de charro,
traer su pistola, pasear en el pinto,
y con su guitarra echar mucho tipo,
y a los que presumen quitarles el hipo.

¡Ay, Jalisco no te rajes!
me sale del ... etc.
 


AiI ! Minha mãe
                Autor Desconhecido

 

Em               B7               Em
Ai !  Minha mãe,  minha mãe
E7                                   Am
Ai !  Minha mãe,  minha mãe
                  B7                Em
Ai ! Minha mãe,   minha mãe
Gbm7/-5     B7                  Em
É    a    mulher   do  meu  pai

 

 


Ai! que saudades da Amélia
                              Ataulfo Alves

 
   G                  C7/9      G
Nunca vi fazer tanta exigência
E7              A7
Nem fazer o que você me faz
     B7               Em
Você não sabe que é consciência
        A7            D7
Não vê que eu sou um pobre rapaz
 

 G          C7/9         G
Você só pensa em luxo e riqueza
 E7            A7
Tudo que você vê você quer
B7                          Em
Ai meu Deus, que saudades da Amélia
   A7                              D7
Aquilo sim é que era mulher
 

Am                       D7                 G
Às vêzes passava fome ao meu lado
         B7              Em  G7
E achava bonito não ter o que comer
            C          Bb°       G    Em
Mas quando me via contrariado
   A7                             D7
Dizia, meu filho, o que se há de fazer
 

Am                        D7         G       E7
Amélia não tinha a menor vaidade
Am               D7              G     E7
Amélia é que era a mulher de verdade
  Am                         D7         G     E7
Amélia não tinha a menor vaidade
  Am                       D7                G
Amélia é que era a mulher de verdade

 


Ai, se eles me pegam agora

Tom: A
Intro: A A#º Bm E7 C#m Bm A Cº Bm E7 A A#º B
 

 A                A#º  Bm  Cº    A               G7   F#7
Ai, se mamãe me pega agora de anágua e de combinação
 B7                     E7      A  F#7 Bm E7
Será que ela me leva embora ou não
 A             A#º    Bm   Cº  A                  G7  F#7
Será que vai ficar sentida, será que vai me dar razão
 B7               E7       A  Bm Cº A7/C# D7/9
Chorar sua vida vivida em vão
Db7/9                    Bb7    Ebm
Será que faz mil caras feias, será que vai passar carão
 Eb7                             Ab7                   E7
Será que calça as minhas meias e sai deslizando pelo salão
    A          A#º     Bm Cº  C#m               A5+/7 G7 F#7
Eu quero que mamãe me veja pintando a boca em coração
 B7                       E7      A
Será que vai morrer de inveja ou não
 A               A#º   Bm Cº  A               G7  F#7
Ai, se papai me pega agora abrindo o último botão
 B7                    E7       A  F#7 Bm E7
Será que ele me leva embora ou não
A                A#º  Bm Cº A                  G7  F#7
Será que fica enfurecido será que vai me dar razão
  B7                 E7       A  Bm Cº a7/C# D7/9
Chorar o seu tempo vivido em vão
 Db7/9                    Bb7  Ebm
Será que ele me trata à tapa e me sapeca um pescoção
   Eb7                      Ab7               E7
Ou abre um cabaré na Lapa e aí me contrata como atração
 A          A#º     Bm Cº   C#m             A5+/7    G7  \F#7
Será que me põe de castigo será que ele me estende a mão
 B7                    E7       A
Será que o pai dança comigo ou não?