Make your own free website on Tripod.com
Amigos da Seresta, Amigos em Seresta


A Volta do Malandro
                               Chico Buarque

Eis o malandro na praça outra vez

Caminhando na ponta dos pés

Como quem pisa nos corações

Que rolaram nos cabarés

Entre deusas e bofetões

Entre dados e coronéis

Entre parangolés e patrões

O malandro anda assim de viés

Deixa balançar a maré

E a poeira assentar no chão

Deixa a praça virar um salão

Que o malandro é o barão da ralé

Fonte:   © 2002 cifrAntiga