Make your own free website on Tripod.com
 

Origens de Rio das Pedras:


As origens de Rio das Pedras emergem nas brumas do tempo...
entre a lenda e a realidade
A lenda...
                         Anteriormente ao ano de 1870, através de um bucólico e rústico caminho, tropeiros e carros de bois, dirigindo-se à Capital da Província, já passavam pela região onde está localizada a cidade de Rio das Pedras, no Estado de São Paulo. 
                        Numa pequena casa, às margens do ribeirão Tijuco Preto, que atravessava a estrada, residia uma família de lavradores cujo chefe se chamava Pedro. Esse homem tinha várias filhas, famosas por sua beleza. Os viajantes e tropeiros costumavam repousar num local próximo, conhecido como "pouso". Os pousos geralmente eram conhecidos pelas referências próximas. Assim, aquele passou a ser denominado “Pouso do Rio das Pedras” (“pêdras”, nesse caso, pronunciadas com “pe” fechado), naturalmente em referência às moças, filhas de Pedro. Com o passar do tempo, o desaparecimento da família e o natural esquecimento de seus componentes, em decorrência da evolução fonética, o local passou a ser chamado de Rio das Pedras, nome que conserva até a atualidade.

A realidade...Os pioneiros de Rio das Pedras

                                        A existência das "Pêdras", uns dizem ser real, outros folclórica, mas tem-se como certo que, em 1817, chegou por aqui, construindo um engenho em sua fazenda, "Bom Jardim", Manoel Morato do Canto, avô do Barão de Serra Negra, que se tornaria o precursor na implantação de mão-de-obra estrangeira.
                                        Entre 1870 e 1871, a Estrada de Ferro Ituana (depois, Sorocabana) estendeu seus trilhos até Piracicaba, sendo construída uma estação em Rio das Pedras. Um dos empreiteiros da estrada - Antonio Garcia Prates - afeiçoou-se à região. Com suas terras fertilíssimas, suas imensas matas virgens, suas aguadas abundantes, seu clima agradável, Rio das Pedras acolhia Antonio Garcia Prates, Antonio Telles e outros, cheia de promessas e esperanças.
                                        Nas terras pertencentes a esses dois pioneiros foi erigida uma pequena e modesta capela que teve como patrono o Senhor Bom Jesus. Estava iniciado, pois, o povoado que deu origem à Freguesia do Senhor Bom Jesus de Rio das Pedras. 


Evolução de Rio das Pedras
De Distrito a Município em 5 anos

                                        Pela Lei Provincial no. 95, de 4 de abril de 1889, foi criado oficialmente o Distrito de Rio das Pedras, pelo esforço de homens públicos locais, como Francisco Galvão de Almeida Sobrinho, Domingos Garcia Prates, José Leite de Negreiros, Vicente do Amaral Melo, Teophilo Amaral Campos, Comendador Joaquim da Silveira Melo, Joã Tobias de Aguiar e outros.
                                        Cinco anos depois, o Distrito de Rio das Pedras foi elevado à categoria de Município, pela Lei Estadual no. 291, de 10 de julho de 1894 com território desmembrado do de Piracicaba.
                                        Na década de 30, por breve período, o distrito de Saltinho pertenceu ao Município de  Rio das Pedras
                                        À medida que o município foi-se desenvolvendo, ancorado na lavoura cafeeira, que era a base econômica da região, e auxiliado pelo braço do imigrante italiano, foram-se criando diversos melhoramentos.
                                        Com o advento da plantação da cana de açúcar, transformando radicalmente as atividades agrícolas do município, e a conseqüente industrialização do produto, além dos pequenos estabelecimentos industriais produtores de aguardente e acúcar batido, já existentes, em 1952, estabeleceram-se no município outras empresas maiores, produtoras de álcool e acúcar, tais como: Usina Santa Helena; Usina Bom Jesus; Usina São Jorge e Usina São José.


Panorama cronológico da evolução de Rio das Pedras

1894 - Posse da primeira Edilidade - (29/novembro)
1906 - Lei no. 1038: a sede municipal recebe foros de cidade (19/dezembro).
1913 - Iluminação elétrica,  pela Sociedade Anônima Central Elétrica Rio Claro.
1913/1916 - instalação do posto telefônico (09/novembro).
1916 - Construção da represa que passa a abastecer a cidade de água canalizada.
1936 - O município de Rio das Pedras pertence ao termo e à Comarca de Piracicaba (31/dezembro)
1938 - Bairro Batistada é desmembrado de Piracicaba e passa ao município de Rio dasPedras.
1967 - Criação do Parque Infantil Municipal, atual "Luiz Massud Cury" (14/agosto).
1968 - Criação do Brasão de Armas do Município (lei 621, de 28/outubro).
1965 - Criação do bairro Jardim Bela Vista.
1970 - Inauguração do Colégio Agrícola de Rio das pedras "Dr. José Coury" (Dec.Est.52506, de 29/julho).
1973 - A Escola Mista do bairro Batistada passa a denominar-se "Irmã Carolina".
1974 - Projeto de lei de Criação da "Praça Dez de Julho" (06/junho), em homenagem à data de emancipação política de Rio das Pedras.
1974 - Criação da Banda Marcial de Rio das Pedras "Maestro José Pompeu" (06/julho).
1978 - Aprovação do loteamento Cambará.
1980 - Aprovação do loteamento Bom Retiro.
1982 - Criação do bairro Bom Jesus II.
1983 - Criação da Farmácia Municipal (Lei 1157, de 28/fevereiro).
1985 - Criação da EEPG do Bairro Cambará "Ignez Brioschi Rubim" (26/dezembro).
1990 - Criação da Praça Bíblica (28/outubro).
1998 - Inauguração da Praça Bíblica (15/fevereiro).
1998/1999 - Construção da Creche Padre Geraldo César Moreira..
1998/1999- Reforma do antigo Hotel Municipal para adequação em Centro Médico Dr. Francisco Gorga Filho.
1998/1999 - Municipalização das Escolas Estaduais: Imaculada Greco Civolane (Nosso Teto); Angela Regina Sacaro Orique (Vitoria P Cezarino); Escola Municipal Valdomiro D. Justolim (antiga Escola de Comércio); Escola Municipal Barão de Serra Negra.

Localização e dados sobre Rio das Pedras-SP
Distância da Capital:
154km - a noroeste
Região de: Campinas e  Piracicaba
Aniversário: 10 de julho
Padroeiro: Senhor Bom Jesus
Dia do Padroeiro: 6 de agosto
CEP:  13 390 000
DDD: 019
Altitude: 613 metros
População: cerca de 30.000 habitantes
Clima: ameno e seco


Fontes:Entrevista com o Prefeito Victório Cezarino - Jornal "O Verdadeiro"- 23/abril/1999
              Manual do Município de Rio das Pedras - Noedi  Monteiro - 1991
            Jornal "A Tribuna de Rio das Pedras"- 10/julho/1994 - "Histórico do Município"
                                                                                    -"Cem  Anos Sem História"- Richard Mathenhauer
              Retalhos da História de Rio das Pedras   - Moacir N. Monteiro - 1980.

Página inicial


Nedstat Basic - Free web site statistics