Make your own free website on Tripod.com
Amigos da Seresta, Amigos em Seresta


Mané fogueteiro
                    João de Barro

(A)           F                                      A   Ab G Gb7
Mané Fogueteiro, era o Deus das crianças
                                         Bm   Gb7  Bm
Da vila distante de Três Corações
                    Db7               Gbm   B7
Nos dias de festas fazia rodinhas
                                         E7   A7
Soltava foguetes, soltava balões
                  G7                        Gb7   Em6
Mané Fogueteiro gostava da Rosa

Cabocla mais linda este mundo não tem
Porém o pior é que Zé Boticário
Gostava um bocado da Rosa também
E um dia encontraram Mané Fogueteiro
Com os olhos vidrados debruço no chão
Um tiro certeiro varava-lhe o peito
Na volta da festa do Juca Romão
E como os que morrem de tiram conservam
A última cena nos olhos sem luz
Um claro foguete de lágrimas frias
Alguém viu brilhando em seus olhos azuis.

 
 

Fonte:   © 2002 cifrAntiga